O que fazer para receber o Auxílio Brasil?

Os programas sociais auxiliam milhões de pessoas no Brasil, e pode ser que você faça parte deste grupo. Após o fim do auxílio emergencial, algumas famílias estão sem suporte financeiro, o que tem despertado a atenção do governo, visto que o Bolsa Família não é mais suficiente para cobrir as despesas.

Apesar de já existir um programa (o Bolsa Família, mencionado anteriormente), decidiu-se pela mudança deste para o Auxílio Brasil. Afinal, o que fazer para receber o Auxílio Brasil? Quais as principais diferenças? Nesse artigo você vai encontrar uma série de informações sobre o assunto!

Sobre o novo Bolsa Família: Auxílio Brasil

Há algumas semanas o Ministério da Cidadania lançou a informação de que o Bolsa Família passaria por algumas mudanças, passando a ser chamado de “Auxílio Brasil”.

Reconhecendo a crise financeira e a dificuldade de muitas famílias brasileiras, tal programa promete pagar até 20% a mais do que o recebido pelo Bolsa Família. Com isso, o valor será de até R$ 400,00 para os cadastrados.

Além do nome e do valor pago, poucas coisas vão mudar. Inclusive, os grupos que têm direito ao benefício são os mesmos do Bolsa Família.

O programa começa a valer no dia 17 de Novembro, por isso é muito importante conferir se você tem direito ao benefício. Confira:

1. Famílias em situação de extrema pobreza

Neste grupo, encaixam-se as famílias que tenham renda de até R$ 89,00 por pessoa.

2. Famílias em situação de pobreza

Encaixam-se grupos familiares que tenham a renda entre R$ 89,01 a R$ 178,00 por pessoa, independente de quantas pessoas morem na casa.

Como faço para receber o Auxílio Brasil?

Existem duas maneiras de receber o Auxílio Brasil, e nós detalharemos cada uma delas!

1 – Famílias que já recebem Bolsa Família

Caso você e/ou seus familiares já recebam o Bolsa Família, não é preciso se preocupar, pois haverá uma migração automática dos dados – a qual será mais bem descrita a seguir.

Caso tenha existido um aumento da renda, o governo informou que ainda pagará 24 meses de Auxílio Brasil (o equivalente a 2 anos), antes de excluir o indivíduo. É uma ótima notícia, né?

2 – Famílias que não recebem o Bolsa Família

Se você e/ou sua família ainda não recebem o Bolsa Família, mas se encaixam nos requisitos para ter direito ao novo benefício, é preciso se inscrever no CadÚnico. 

Para isso, você deve ir até o CRAS mais próximo do seu endereço, munido da seguinte documentação:

  • Certidão de nascimento ou de casamento.
  • CPF, identidade, RG, carteira de trabalho ou título de eleitor. 

Vale destacar que é preciso levar os documentos (acima) de todos os moradores da casa.

Feito isso, o responsável pelo cadastro passará por uma entrevista com o assistente social. Logo após será dada uma resposta!

Auxílio Brasil

Estou no Bolsa Família, vou receber?

Você recebeu o Bolsa Família durante todo o ano de 2021? Pois, saiba que o seu cadastro será migrado automaticamente para o Auxílio Brasil. Inclusive, esta foi uma informação recentemente anunciada pelo Ministério da Cidadania! 

Caso seja necessário realizar alguma alteração no seu cadastro, recomenda-se que isso seja feito a partir de agora, para evitar problemas futuros.

Para verificar o seu cadastro, você pode ir até o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo ou baixar o app Meu CadÚnico. Desta maneira, é possível atualizar uma série de informações:

  • Mudança de endereço.
  • Novo telefone.
  • Estado civil.
  • Alteração de renda.
  • Falecimento de um dos integrantes da família.

Não estou no Bolsa Família, como faz para receber?

Se você ainda não faz parte do programa assistencial Bolsa Família, é preciso se inscrever no Cadastro Único para fazer parte do Auxílio Brasil.

Como dito em tópicos anteriores, você precisa ir até o CRAS mais próximo da sua casa com os documentos e/ou para saber se você se encaixa nos pré-requisitos para ter acesso ao benefício.

Visto que o pagamento inicia a partir do dia 17 de novembro de 2021, quanto antes você se inscrever, antes terá acesso ao benefício, o qual conta com um reajuste sobre o que era pago anteriormente no Bolsa Família.

Esta é uma oportunidade de se reerguer financeiramente e ajudar sua família, independentemente se está trabalhando ou não. 

Você já tinha estas informações sobre o Auxílio Brasil ou acabou de descobrir? Tem alguma dúvida sobre o tema?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *